Arquivo | junho, 2009

2º Encontro: Liberdade

23 jun

Uma preguiçosa e ensolarada manhã de domingo, algumas participantes sonolentas (as festividades de junho sempre garantem algumas noites mal dormidas) e muita disposição para pedalar.

Contamos com a presença de duas novas ciclistas, que estão começando a pedalar por São Paulo (sejam bem-vindas, garotas!). Uma delas inclusive estava com uma bicicleta do programa UseBike (para entender o empréstimo de bicicletas e o uso dos bicicletários dê uma olhadinha neste resumo), provando mais uma vez que mesmo aquelas que não tem bicicleta são sempre bem-vindas!

Mas, infelizmente, outra garota que iria participar do encontro não pode pegar uma bicicleta do UseBike pela falta de alguns documentos. Por isso, sempre que precisar de uma bicicleta emprestada se atente para a lista de documentos exigidos pelo UseBike ou tente falar conosco antes do encontro, para tentarmos providenciar uma bicicleta que se encontre encostada na casa de alguém.

No caminho contamos com a nossa primeira “emergência” mecânica: a corrente de uma das bicicletas escapou em uma troca de marcha na subida, um excelente pretexto para uma conversinha sobre marchas e subidas. Corrente recolocada, seguimos sem outros incidentes.

Desta vez nosso destino foi a Liberdade, onde estacionamos nossas bicicletas no bicicletário da estação do metrô, e aproveitamos a famosa Feira da Liberdade. Alguns quitutes depois, ainda sobrou tempo para uma conversinha sobre como escolher uma bicicleta para começar a pedalar, tamanhos de quadro, a experiência das duas novas ciclistas e muito mais.

Ficou interessada? Acompanhe nossas discussões em: https://lists.aktivix.org/mailman/listinfo/pedalinas e http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?rl=cpp&cmm=91095062

E não deixe de participar do nosso próximo encontro em Julho 😉

Pedalinas na Praça do Ciclista (21.jun.2009) - mais foto no flickr da Gabriela Kato

Pedalinas na Praça do Ciclista (21.jun.2009) - mais foto no flickr da Gabriela Kato

Anúncios

Conversinha sobre marchas e subidas

23 jun

Quando começamos a pedalar é comum que enfrentemos alguns probleminhas com a troca de marchas em subidas. Durante a subida nós colocamos mais força no pedal do que o normal, e tentar trocar de marcha sem dar uma relaxadinha nessa força toda pode exigir muito da corrente. Este esforço pode fazer com que a corrente escape ou até mesmo se rompa e, a longo prazo, ainda pode diminuir a vida útil do conjunto, fazendo com que você tenha que trocar algumas peças mais rápido do que gostaria.

Uma forma bem simples de contornar este problema é sempre diminuir a marcha quando você vê que uma subida se aproxima. Caso você já se encontre no meio da subida e perceba que a marcha atual não é a mais adequada, tente dar umas 2 ou 3 pedaladas mais fortes e só então troque de marcha ao mesmo tempo que dá 1 ou 2 pedaladas mais leves – a idéia é que você faça a bicicleta rodar um pouquinho para poder relaxar a força no pedal por alguns instantes e trocar a marcha sem risco.

Conhece mais dicas sobre troca de marcha?

Compartilhe nos comentários!

O que fazer quando a corrente escapa?

23 jun

Às vezes sentimos aquela pedalada em falso e percebemos que a corrente escapou. Não se desespere, nem sofra tentando puxar a corrente de qualquer jeito e enchendo os dedos de graxa: um jeito muito fácil de arrumar a bicicleta é empurrar levemente o macaquinho na direção do pedal, afrouxando a corrente, e recolocar a corrente na coroa.

Simples assim 😉

Câmbio Traseiro - é só empurrar esta parte de baixo do câmbio, onde fica a rodinha dentada, que a corrente ficará frouxa e poderá ser facilmente recolocada.

Câmbio Traseiro - é só empurrar esta parte de baixo do câmbio, onde fica a rodinha dentada, que a corrente ficará frouxa e poderá ser facilmente recolocada.

Conhece outras formas de arrumar este problema?

Compartilhe nos comentários!

próximo rolê!

17 jun

Photobucket

Pois é, esse mês excepcionalmente nosso passeio vai rolar no 3o domingo, nada mais justo do que não disputar espaço com a parada gay, que aconteceu domingo passado! Por isso, preparem seus pedais, garotas, tá tudo certo pro próximo domingo, não tem desculpa!

Dia 21 de junho, as 11h, saída da Praça do Ciclista

Perfil: Sumira, a ciclonômade

2 jun

Conheci a Sumira quando voltava da Juréia, após saciar a população de insetos local, na companhia do André e do Aragon.

Eu segurava a bicicleta na balsa, quando a Sumira se aproximou e começou a  contar sua história: faz 4 anos que ela percorre o país com suas 3 filhas e 3 bicicletas (a filha mais nova ainda vai na garupa da mãe). A família já cruzou o Alagoas, Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, tudo, como define Sumira, no “ritmo delas”: pedalando devargar, curtindo a paisagem e vendendo alguns artesanatos no meio do caminho.

Um feliz encontro que mostrou que há muitas mulheres pedalando mais longe e por mais tempo do que a gente imagina =)

Ciclonômades: Sumira e a filha mais nova

Ciclonômades: Sumira e a filha mais nova

Drielle Alarcon

%d blogueiros gostam disto: