O futuro é das bicicletas!

16 jul

Texto encontrado pela Camila, aqui e saiu também no editorial da Folha de São Paulo, 16/07.

Alguns comentários MEUS…

“O futuro é o presente e o presente já passou”, a bicicleta é uma realidade e não tem mais volta. Com ou sem estrutura cicloviária cada dia mais gente experimenta olhar a cidade sobre a magrela.  

Marcos, não sinta vergonha de assumir seus medos, todos temos. O medo faz parte, insegurança torna a gente mais responsável também. Entenda as Pedalinas como um coletivo que quer estimular as pessoas (principalmente as meninas) a repensarem a nossa sociedade e como ela tem sido estruturada, seus valores, decisões, interesses públicos. A bicicleta é uma forma de entrar nessa discussão, pq ela representa a liberdade que o carro não dá, a alegria e o colorido que tiraram das nossas ruas.

E fico muito feliz que, ao final do seu texto, deu pra perceber que você captou esse espírito! E reformulo sua frase: “Todo poder às bicicletas, o futuro (presente) pertence a elas!!!”

MARCOS AUGUSTO GONÇALVES

SÃO PAULO – Na quarta-feira relatei aqui algumas incursões sobre trilhos às quais me entreguei com o intuito de oferecer à cidade uma chance de me convencer a deixar o carro em casa. Como não há estação de trem ou metrô a uma distância que possa ser cumprida diariamente a pé de onde moro, as alternativas para chegar à linha férrea são ônibus ou táxi.

Mas o ideal, a meu ver, seria recorrer à bicicleta. A própria Secretaria dos Transportes Metropolitanos, justiça seja feita, tem procurado oferecer bicicletários e ciclovias para que essa alternativa se torne menos penosa e mais convidativa. São no entanto ainda insuficientes em quantidade e dimensões.

Na maior parte das vezes em que decido usar metrô, uso táxi para percorrer o itinerário casa-estação. Sinto-me quase um perfeito idiota ao fazê-lo, mas, convenhamos, esse não é um sentimento tão estranho a quem, por qualquer meio, se veja obrigado a atravessar a cidade. A dificuldade de usar a bicicleta está no risco que representa circular sobre esse frágil veículo pelo trânsito paulistano.

Não sou mais garoto. Sinto medo. Faço essa confissão envergonhado, depois de ler reportagem sobre as Pedalinas, um coletivo de meninas que usa a bike para ir à padaria, à escola e à balada. Destemidas, desafiam obstáculos. E dessa forma, como outros ciclistas, militantes ou não, constituem um setor de vanguarda da cidade.

São Paulo é um centro urbano global, dinâmico, cheio de gente interessante e atrativos. Conheço muitos estrangeiros que se fascinam com o que encontram aqui. Ao mesmo tempo, chocam-se com a resistência oferecida a comportamentos elementares, como respeitar faixa de pedestres e ciclistas.

Já é hora de deixarmos de nos contentar com situações que apenas simulam o cumprimento de requisitos civilizatórios. Por que não há ciclovias nos bairros, que levem às estações?

Todo poder às Pedalinas! O futuro a elas pertence.

Foto: Maucantara

Anúncios

6 Respostas to “O futuro é das bicicletas!”

  1. Lan 16/07/2010 às 11:13 AM #

    Wow!! Que responsa!

    Adorei =D

  2. anavivian 16/07/2010 às 2:52 PM #

    Parabéns, Pedalinas! Baita orgulho alheio viu!

  3. matias 16/07/2010 às 4:39 PM #

    muito bom!
    ver mulheres pedalando traz um sentimento de viver num lugar decente. A noite vou ver Jornal da cultura, parabéns, um abs.

  4. luciana pinsky 16/07/2010 às 6:23 PM #

    Caras Pedalinas, eu usei durante muito tempo a bicicleta como meio de transporte. Mas na época era estudante ou trabalhava muito, muito perto de casa. Creio que há um movimento muito interessante de incentivo da bicicleta como meio de transporte e agora, finalmente, isso começa a ser ouvido pelos administradores. Mas ainda pouco foi feito e pedalar na cidade é, de fato, temeroso. Por isso, creio que seria muito bom se vocês pudessem aproveitar a repercussão da reportagem e colocassem posts com dicas específicas para quem pedala em São Paulo (creio que isso foi falado de forma excessivamente breve na matéria).

  5. luciana pinsky 16/07/2010 às 6:26 PM #

    Por exemplo: vi que a Camila estava com uma bicicleta dobrável. Mas a maior parte das pessoas, creio, tem um bicicleta normal, ou montain bike. Como fazer para adaptar a bicicleta para uso como transporte? Vale colocar bagageiro? Como evitar que a graxa suje a calça (grande problema que eu tinha)? Como prender a calça? Que tipo de calçado que dá para usar (sandália, por exemplo, é complicado, pelo menos na minha experiência).

  6. alinizinhazona 16/07/2010 às 6:45 PM #

    sim sim!! obrigada pela sugestao… iremos fazer isso com certeza!!! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: