Subidas não são privilégio de SP!

23 jul

Tradução meio bizarrinha que fiz do texto encontrado aqui. É o blog do Paco, um cara que pedala por várias cidades do mundo e conta suas experiências. Nesse post ele desmistifica aquela idéia de que subidas e ladeiras são empecilhos pra quem quer pedalar.

Aqueles que moram em SP sabem que a cidade não é nada plana, mas não somos os únicos no mundo e na gringa as pessoas pedalam do mesmo jeito! Esse “probleminha” não deve desestimular ninguém, pra isso existem marchas e pernas. Não aguentou? EMPURRA! Simples assim.

Falo com propriedade sobre isso, já que moro numa região mega irregular: Perdizes. Mas nem por isso deixo de pedalar, ao contrário, cada nova ladeira encaro como um desafio e é questão de honra vencê-lo!

Não tem coisa mais gratificante que chegar no topo olhar pra baixo e ter a sensação de “VENCI” (sem falar que depois de uma grande subida tem uma beeela descida, essa é a melhor parte…)!!! E nada de academia ou implantes de silicone na panturrilha (!!!!) bota as pernocas pra trabalhar que pelo menos elas eu garanto que vão ficar durinhas…

_______________________________________________________________________

São Francisco (SIM) ama a bicicleta

Obrigado a todos que têm opinado no post sobre Madrid e a bicicleta. Estou de acordo com algumas idéias e em ‘desacordo’ com outras, embora não vou seguir polemizando.

Mas vale a pena para o debate, estou vendo sobre o assunto aqui em San Francisco.

Se existe uma cidade no mundo com subidas é esta. Deus que subidas!!! Subir a “Nob Hill” é como escalar o Everest. Ao parar em semáforos dá medo de arrancar porque parece que depois vai cair no vazio.

E ainda assim se usa muito a bicicleta. As autoridades fomentam seu uso.  Podem levar as bicis no BART (algo como nosso metrô), há bastante ciclovias e os motoristas estão acostumados (e educados) a compartilhar as ruas com os ciclistas. E tem detalhes que deixam eles mortos de inveja: todos os ônibus e troles do MUNI, o sistema municipal de transportes, levam na frente esse suporte para que os usuários coloquem suas bicicletas e possam combinar ambos os meios de transporte. Isso é favorecer a bicicleta como alternativa desde os poderes públicos!

Existe uma associação que promove e fomenta o uso da bicicleta na cidade. Se chama São Francisco Bicycle Coalition.

De lá eu peguei esta foto. Pertence ao Seven Hells Ride (fazendo um jogo de palavras em inglês: Hell –inferno e Hill – colina), uma prova que acontece todos os anos  que consiste em escalar pedalando as principais ruas da cidade.

Se ainda ficavam dúvidas das ladeiras que tem nessa cidade, ria do Tourmalet! (é uma subida do tour de France)

E, no entanto, a bicicleta ainda é utilizada.

Anúncios

4 Respostas to “Subidas não são privilégio de SP!”

  1. Juliana 25/07/2010 às 4:03 PM #

    matéria demais sobre essa cidade que eu piro, san francisco! Dei uma arrumadinha ali, a Nob Hill é uma rua ladeirão mesmo e não uma montanha. E o bart é tipo o metrô daqui mesmo, aliás é o que o metrô daqui tinha que ser, vc pode entrar com bike a qualquer hora!

  2. Lucas Jerzy Portela 26/07/2010 às 1:54 PM #

    Como eu sempre digo: Salvador é chamada de SanFrancisco Nagô, e não por acaso.

    Suas montanhas, a ocupação residencial apenas dos topos de morro, mantendo livros vales e encostas o que sustenta sua configuração barroca mesmo em áreas modernistas (três vivas a mestre Diógenes Rebouças!)

    Só que as ladeiras de SanFrancisco são muito, muito piores! Mas a politica de bike la é invejavel.

    Pra se ter uma ideia, há um site em que você pode ver no mapa quais as subidas mais arduas, e opinar sobre elas, interativamente…

    e Salvador JÁ tem soluções próprias pra isso: os elevadores urbanos, ascensores públicos e bondes planos-inclinados. Afinal, qual a identidade visual da Reconvexa senão o Elevador Lacerda?

    • Lucas Jerzy Portela 26/07/2010 às 1:57 PM #

      o título de SanFrancisco Nagô, atribuido a Salvador, tem a ver tambem com ambas as cidades terem gestado movimentos de contracultura meio hippie, e serem há decadas de uma tolerancia sexual incomparavel.

      e por serem ambas peninsulas, numa baia.

Trackbacks/Pingbacks

  1. Tweets that mention Subidas não são privilégio de SP! « Pedalinas -- Topsy.com - 23/07/2010

    […] This post was mentioned on Twitter by Talita Noguchi, pedalinas. pedalinas said: No Blog: Subidas não são privilégio de SP! http://migre.me/Zxcr Veja algumas dicas do que fazer com elas! #vadebike […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: