A emoção da primeira vez

14 ago
Sabe aquela sensação gostosa de liberdade quando o vento bate frio em seu rosto e seu sorriso se abre automático, junto de um suspiro profundo? Já sentiu o prazer de ver pessoas te olhando com olhos arregalados de susto e admiração? E um “olho-no-olho”, sem dizer nada, dizendo tudo, e ter a certeza de que a pessoa te entendeu totalmente? Pois é… Isso tudo eu senti quando fui passear com as Pedalinas no último sábado.

A emoção tomou conta de mim e senti um prazer enorme naquilo: Pedalar em plena Avenida Paulista, em meios a centenas de carros, com seus motores barulhentos e poluentes, com seus motoristas impacientes e desesperados naquele trânsito quase parado, e, claro, com uma baita inveja da nossa liberdade, agilidade e disposição.
Eram mais de trinta mulheres, cada qual com sua história, mas todas com o objetivo bem definido de mudar o rumo de suas vidas.
Os olhares brilhando deixavam claro o bem que a bicicleta fez à todas.
Além disso, o carinho, o respeito, o apoio e a receptividade das “veteranas”, pessoas que já passaram pela experiência da “primeira vez”, nos deixaram tão à vontade e nos sentindo tão bem-vindas, que entrei já me sentindo parte do grupo.
Parabéns pela iniciativa. É assim que se faz um mundo melhor e pretendo ajudá-las nisso!
Renata Ramos

Anúncios

9 Respostas to “A emoção da primeira vez”

  1. Camila 14/08/2010 às 10:48 AM #

    Renata, que lindo! Emocionante!
    A descoberta de que é possível, que é bom, tudo isso fica marcado mesmo!
    Lembro da sua alegria quando combinou com mais algumas garotas a volta pedalando até o seu destino, sem depender do metrô! Foi lindo ver que você estava encarando tudo aquilo pela primeira vez e queria continuar!
    Lembro também que você disse no encontro e aqui no blog que queria inserir a bicicleta no seu cotidiano. Ora, você não precisa começar indo trabalhar sabe? As pessoas começam das mais variadas formas. Você pode aproveitar que sua bicicleta é novinha e pedalar mais com ela durante os finais de semana, pra ir se sentindo mais a vontade com ela, pra entender melhor as trocas de marchas, porque isso faz bastante diferença pra você ir se sentindo mais a vontade nas ruas. Pense nos deslocamentes curtinhos que costuma fazer de carro. O famoso caso da padaria, a casa de uma amiga, os lugares que você conhece já. Analise quais trajetos você poderia fazer com a bicicleta, passando por ruas paralelas, mais tranquilas, dê umas voltinhas no seu bairro, você vai ver que vai ganhando mais confiança, treinando e ainda por cima, vai descobrindo uma outra visão das ruas que você achava que conhecia, rs.. Ultimamente eu tenho me encantando com as árvores floridas! E pode sempre contar com as Pedalinas e assim vamos evoluindo juntas, que é mais legal né!

    bjs!

    • Renata Ramos 31/08/2010 às 1:33 PM #

      Obrigada, Camila, pelas lindas palavras de incentivo!

      Realmente, conforme relatei no post “TROQUEI O MOTOR PELO PEDAL”, já comecei a inserir a bicicleta na minha vida, e posso dizer que adorei a experiência.

      Aos poucos vou crescendo nessa nova vida, mais saudável e de aventuras.

      Bjão!

  2. Nataly 15/08/2010 às 11:17 AM #

    Que bom que conseguimos transmitir “Que já é uma de nós e que sempre fez parte do coletivo!” só não tinha participado ainda!!!

    bjs

    • Renata Ramos 31/08/2010 às 1:34 PM #

      Naty,

      Agora não largo mais das Pedalinas…rsrs.

      Bjão!

  3. Jeanne 16/08/2010 às 1:02 PM #

    Renata, temos um amigo que sempre diz dos feitos das outras pessoas: poucos fazem! E taí, esse passo que você deu merece o comentário: muita gente fica infeliz na rotina, em certas épocas da vida, reclama do mundo, mas poucas dão o passo que você deu, vão atrás, começam a descobrir uma nova forma de se colocar no mundo de fato! Seja bem-vinda, querida! Poucas fazem…! 😉

    • Renata Ramos 31/08/2010 às 1:38 PM #

      Obrigada, Jeanne.

      Realmente foi um grande passo, uma superação, e pretendo não parar.

      Bjão!

  4. Talita 16/08/2010 às 1:34 PM #

    Citando novamente: “Poucos fazem!”

    • Renata Ramos 31/08/2010 às 1:40 PM #

      Talita,

      Quero fazer sempre mais!

      Obrigada.

      Bjão

Trackbacks/Pingbacks

  1. Mulheres… « Outras Vias - 20/08/2010

    […] É assim que se faz um mundo melhor e pretendo ajudá-las nisso!” Renata Ramos, em A emoção da primeira vez Esta foi a minha primeira foto de bicicleta, no dia em que eu descobri que não gostava de […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: