O início: Fix Without Dix

10 set

fwod

Já faz um tempo que uma das coisas que eu mais gosto de fazer quando conheço uma cidade nova é ver qual a relação dela com as bicicletas. Sempre noto a quantidade de ciclistas rodando, ou bikes estacionadas, ou a existência de ciclofaixas e bicicletários. Quando fui para em San Francisco em 2008 não foi diferente, principalmente porque lá é meio que considerado o berço da bicicleta como meio de transporte, foi lá que foi criado o Critical Mass (a versão gringa da Bicicletada, até fiz um post na época, veja aqui), enfim, vocês devem ter uma noção do quão diferente é de São Paulo. Nessa viagem, uma amiga minha me apresentou a outra amiga que, ao saber do meu interesse por bikes, me chamou para dar rolê com um grupo de meninas que se entitulavam Fix Without Dix (Fixas Sem Pinto, hehe, tradução literal, “fixas” porque a maioria andava com um tipo de bike chamada “roda-fixa” ou “fixed-gear” em inglês, “sem pinto” porque no grupo só andava meninas). Dei alguns rolês com elas, que se encontravam todas as quarta-feiras e fui em uma oficina de manutenção de bikes que fizeram.

No primeiro rolê saímos de Oakland e fomos até SanFrancisco pegando uma balsa à noite! Chegando lá, bem, vocês já devem ter ouvido falar nas ladeiras de SanFrancisco. Nem pegamos as piores mas eu, desacostumada, e ainda com uma bike bmx aro 20 emprestada, ralei um pouco, mas elas sempre faziam questão de me acompanhar e até festejavam quando eu chegava no topo da ladeira hehe! No fim sempre iamos celebrar comendo, lembro de um restaurante mexicano e um bar chamado Gestalt Haus especializado em comida alemã (com um hot dog vegan foda!) que era frequentado pelos bike messengers e tinha um paraciclo dentro do bar! A oficina que fui foi bem legal também, foi na casa de uma das meninas, o flyer taí abaixo. Algo que acho legal também é elas sempre deixarem o espaço aberto para gays e transgêneros, até colocando no flyer que são bem vindos.

A experiência foi muito foda e não preciso nem falar que quando voltei fiquei só pensando como seria legal ter algo assim em São Paulo! Depois disso é só história, foi só uma questão de tempo até eu postar a idéia na lista de e-mails da bicicletada, aparecer meninas bem interessadas em participar e organizarmos os primeiros rolês das Pedalinas!

myspace: http://www.myspace.com/fixwithoutdix

blog: http://fixwodix.blogspot.com/

flickr: http://www.flickr.com/photos/victoriajarvis/sets/72157605965831788/

Video sobre o FWOD que saiu no site de um jornal local de lá: http://oaklandnorth.net/2009/04/24/oakland%E2%80%99s-premier-lady-bike-crew%E2%80%94fix-without-dix/

Anúncios

2 Respostas to “O início: Fix Without Dix”

  1. Camila Oliveira 10/09/2010 às 2:15 PM #

    Uau, que bacana! Pedalinas, a origem!

    Bonito ver que as Pedalinas levaram essa inspiração do Fix without Dix a sério!

    Podemos fazer um roteiro qualquer dia destes pros lados de Perdizes, Pompéia, pra pegar umas ladeiras em homenagem às nossas origens. – brincadeira hein!!! rs..

  2. Jeanne Callegari 11/09/2010 às 3:31 PM #

    Eita, que história boa!

    Precisamos nos articular mais com esses grupos de meninas, né? Trocar experiências. ^^

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: