E a Folha falha mais uma vez

9 mar
Publicada no jornal Folha de São Paulo do dia 09/03, a matéria “Com bicicletadas, ativistas declaram guerra aos monstroristas” presta um DESERVIÇO aos seus leitores que circulam na cidade com ou sem carro.
Além de incitar o ódio entre as pessoas, o jornalista em questão – Rodrigo Vizeo – não compreende o que é uma bicicletada e qual seu papel no mundo!
NÃO! NÃO TRAVAMOS GUERRA COM NINGUÉM! Ciclistas querem paz, coexistência, ocupar o espaço PÚBLICO, ter direito de ir e vir.
Já no primeiro parágrafo da (lamentável) matéria, o jornalista põe na boca da Massa Crítica que não há motoristas legais, respeitosos. O que é MENTIRA! Diariamente cruzamos nas ruas com pessoas gentis e amigáveis com pedestres e ciclistas e é esse tipo de gente que deve conviver em sociedade, independente do meio de transporte.
O caso de Porto Alegre acirrou os ânimos porque o “monstrorista” em questão queria cometer um assassinato usando seu automóvel como arma. Isso é repudiado – ou deveria ser – em qualquer nível de discussão social. Atentar contra a vida das pessoas é CRIME e esse tipo de  gente não pode conviver em sociedade. Mas quem decide isso é a justiça e não nós!
A guerra é contra o desrespeito, mas ainda assim as palavras de ordem ainda são: MAIS AMOR MENOS MOTOR! Por isso seguimos pedalando e distribuido flores e sorrisos em busca de mundo mais humano!
Anúncios

6 Respostas to “E a Folha falha mais uma vez”

  1. Naldinho 09/03/2011 às 5:33 PM #

    O jornalista pecou (e feio) ao definir todo e qualquer motorista como monstrorista, no primeiro parágrafo: ” É assim que ciclistas engajados na defesa do uso de bicicleta como meio de transporte urbano chamam motoristas de carros, ônibus e afins.” Chamamos assim apenas os motoristas que não respeitam as outras pessoas no trânsito. O título e o primeiro parágrafo da matéria são realmente lamentáveis por dar a entender que odiamos toda e qualquer pessoa que dirige um veículo motorizado. O resto da matéria também é lamentável, mas não por levar a algum mal entendido, mas sim por ser um mero agregado de informações que são facilmente encontradas no wiki – em suma, torna toda atividade jornalística dispensável.

    Falar que nós ciclistas estamos em guerra é bem forte. Creio que isso até pode ser dito, desde que se tenha em mente alguns pontos. (1) sabemos que não são todos os motoristas que são hostis no trânsito (2) nossas táticas são totalmente pacíficas – bastava ao jornalista se informar de nossas abordagens aos motoristas (3) lutamos por políticas públicas que garantam a convivência pacífica entre os diferentes modais. Isto é, não saímos correndo atrás desse ou daquele “monstrorista” isoladamente, mas tentamos mudar essa cadeia de produção de desrespeitosos no trânsito.

    Perdoem-me por ter usado a primeira pessoa do plural. Sei que o que escrevi não reprsenta o pensamento de todos. Usei por força de expressaõ mesmo

    @gardeniano

  2. João Militão 09/03/2011 às 5:40 PM #

    de fato, é muito comum, infelizmente, as pessoas pensarem que os diferentes são inimigos…diferenças de sexos, etnias, religiões…agora vem querer colocar o transporte neste cenário combativo, ingenuamente ou não, é um erro a retratar…

    uma curiosidade: vocês sabem informar qual o(a) desenhista da ilustração do post…

  3. pedalinas 09/03/2011 às 5:50 PM #

    João… encontrei a ilustra no google e nao to conseguindo achar o site… foi com a busca “flores e bicicletas”

  4. pedalinas 09/03/2011 às 5:58 PM #

    ops.. ai em cima é aline @pedaline
    =)

  5. Camila Oliveira 09/03/2011 às 7:57 PM #

    Excelentes colocações Aline, péssima matéria.

    Infelizmente há muitos jornalistas or aí querendo criar polêmica, uma pena não terem noção do mal que podem causar a quem anda nas ruas diariamente e cruza com um motorista que toma o que leu na F@lha como verdade, lamentável mesmo…

    Trânsito é convivência!

    MAIS AMOR, MENOS MOTOR:)

Trackbacks/Pingbacks

  1. Folha de São Paulo estimula guerra entre ciclistas e motoristas | Vá de Bike! - 09/03/2011

    […] repercussão na internet foi imediata. No blog das Pedalinas, um texto de repúdio à matéria diz que “ciclistas querem paz, coexistência, ocupar o espaço PÚBLICO, ter direito de ir e […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: