De dentro pra fora

8 jul

Companheira de viagem. Valeu, Célia!

Expectativa era o que me tomava na semana anterior à viagem. Será que eu chego? Será que eu caio? Será que eu empurro? Será que dói? Eu não achava de fato que nada de ruim ia acontecer, mas era muita lacuna pra preencher (com doses absurdas de imaginação) a ansiedade e a empolgação pela minha primeira cicloviagem. Ainda que dissessem que era perto, que era tranquilo… Só iniciante pra saber dos receios e da empolgação de iniciante.

“Respira” era tudo que eu pensava no primeiro trecho, encarando a tensão na saída da marginal e transformando todo o medo em coragem e adrenalina. Me impressionei com que rapidez chegamos em Alphaville, onde cresci e que eu tinha como um lugar tão longe e fora de mão. Logo ali, ao alcance quase sem esforço das minhas pernas!

Fui me familiarizando com a bike, com o ritmo do pedal, a respiração, a paisagem mudando… E principalmente, com o quanto coisas aparentemente sutis se impõem e influenciam o caminho. As alças de acesso da estrada que parecem muito maiores, os ângulos da estrada e da paisagem que enganam a percepção do que é subida ou descida, as microtartarugas (olho de gato?) pra desviar a todo momento, microvidros que tiramos com pinça mas que podem furar pneus… Fatores externos que me mantinham sempre em contato com o que eu estava fazendo, o olhar atento, o corpo fluindo junto com a bicicleta. A cada km mais ritmo e mais conexão com ela, com o chão, com a estrada, com as meninas, com a paisagem e comigo mesma. Durante horas de reflexão e silêncio (intercaladas por paradas cheias de conversa boa. e viva viajar entre mulheres! ahahah), a descoberta de quanto o cansaço vem muito mais da cabeça do que das pernas; depende menos de resistência física do que eu pensava, e muito mais de tranquilidade e confiança do que eu poderia imaginar sem passar pela experiência.

No fim, uma euforia muito diferente da que eu senti no primeiro passeio que fiz com as Pedalinas (e meu primeiro pela cidade). Daquela vez, deslumbrada por descobrir que a bicicleta tem sim sua maneira de se encaixar e fluir na intensidade de SP. Dessa vez, uma ampliação grande de um entendimento que tenho cada vez mais da vida: de que temos muito mais sensibilidade e conexão com tudo à nossa volta do que estamos acostumados a perceber. E que ter essa percepção ativada não é mais do que um exercício constante e simples, que acontece cada vez mais naturalmente e que te faz descobrir muita coisa boa logo ali na sua frente.

Obrigadíssima, meninas, pela companhia e estímulo e risadas e remendo de pneus e hospedagem e horas de silêncio e conversas frenéticas. Até já!

Anúncios

7 Respostas to “De dentro pra fora”

  1. ana rüsche 08/07/2011 às 2:03 PM #

    já que não comentei no post da gabi, comento aqui
    : que lindos os relatos!

    puxa, luiza, tá tão maravilhoso!
    mesmo.

    um beijo grande e parabéns.
    admiro pacas.

  2. Pri 08/07/2011 às 9:43 PM #

    Me identifiquei muito com o relato… Parabéns pela coragem!

  3. Aline Cavalcante 11/07/2011 às 11:01 AM #

    DEMAIS

    • Márcio Campos 11/07/2011 às 1:11 PM #

      Cuidado com isso aí, hein, há pessoas que começaram assim, “de vagarinho, só por brincadeira, só quero ver qual que é, eu sei me controlar e tal….” e nunca mais largaram…hoje estão enfiadas até o pescoço e felizes.

      abraços

      Márcio Campos

  4. Camila Oliveira 11/07/2011 às 2:39 PM #

    Eba! Adorei fazer parte destes momentos! A Luiza estava super empolgada e preparada! Encarou o subidão na boa e sorrindo ainda!

  5. Evelyn Araripe 11/07/2011 às 9:49 PM #

    Aeee Luiza, mandou super bem=) E arrasou até as veteranas nas subidas! hehe

    Simbora pro mundo!

    Beijos,
    Evelyn

  6. simone 13/07/2011 às 12:44 PM #

    preciso de mulheres ciclistas sem pratica pra uma materia tel p contato 79895432. urgente obrigado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: