Tag Archives: mobilidade urbana

Debates sobre bicicleta como meio de transporte em SP

4 jul

Aline falará sobre sua vivência como ciclista urbana! Foto: Thiago Teixeira

A Shimano ta promovendo, agora no mês de julho, uma série de palestras sobre bicicleta lá na Casa das Rosas/SP. Toda semana um tema diferente e ciclistas convidados pra falar sobre algum recorte do mundo sobre duas rodas.

Amanhã, dia 05/07 a partir das 19h, começa o ciclo de debates com o tema “A mulher e a bicicleta” e entre as palestrantes está a Pedalina Aline Cavalcante que vai levar um pouco da sua experiência sobre a bike na cidade, como meio de transporte. A Claudia Franco (Ciclofemini) vai falar sobre a bicicleta como instrumento de esporte e lazer para as mulheres.

Importante lotarmos o bicicletário da Casa das Rosas (e adjacências) para que a Shimano finalmente comece a produzir ou importar peças, bicicletas e acessórios voltados ao público feminino, especialmente, para quem usa este meio de transporte todos os dias. O Brasil ainda está muito defasado nesse aspecto, mas a iniciativa de promover esse ciclo de palestras parece um bom termômetro de que as coisas estão mudando. Vamos acompanhar!

Acompanhe o restante da programação para o mês de julho:

5/7 – As Mulheres e a Bicicleta

Convidadas/palestrantes: Claudia Franco (Ciclofemini – mulheres pedalando pela autoestima) e Aline Cavalcante (membro do grupo Pedalinas e da Ciclocidade – Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo)

13/7 – A Imprensa e a Bicicleta

Convidados/palestrantes: Rodrigo Burgarelli (repórter – O Estado de São Paulo) e Leandro Valverdes (jornalista e cicloativista).

19/7 – Mobilidade Urbana

Convidados/palestrantes: Soninha Francine (ex-vereadora e ex-subprefeita da cidade de São Paulo) e Willian Cruz (Blog Vá de Bike)


26/7 – Cicloturismo

Convidados/palestrantes: Sergio Affonso (presidente da organização CAB – Clube dos Amigos da Bike) e Guilherme Cavallari (diretor da Kalapalo Editora e autor/editor de 15 livros sobre esportes de contato com a natureza com ênfase em mountain bike e cicloturismo.)

Endereço:

Casa das Rosas
Avenida Paulista, 37, Bela Vista, São Paulo – SP

Horário:

Abertura: 19h00 – Início: 19h30 – Término: 21h00

 

Cycle Chic com Mikael Colville-Andersen

A agenda de julho está recheada de coisa legal e sábado, dia 09/07 às 14h, terá início a Semana do Ciclista na cidade de São Paulo com o Fórum Semana do Ciclista – Tendências, com a participação do dinamarquês e cycle chic Mikael Colville-Andersen.

O Fórum também terá as presenças do Secretário Municipal do Verde e Meio Ambiente, Eduardo Jorge, do ex-jogador de futebol e ciclista Zetti, do Vereador Gilberto Natalini e do Dr. João Claudino Junior, presidente da Houston Bikes.

A entrada será totalmente gratuita e contará com uma surpresa adicional: um show especialmente preparado pela banda Tarântulas & Tarantinos, comandada pelo VJ, músico e cicloativista Luiz Thunderbird.

É necessária a confirmação através do e-mail: forum@libvee.com.br

Local: Auditório SESC Pinheiros – Rua Paes Leme, 195 – Pinheiros

 Mobilidade  com David Byrne

Já no dia 12/07 o músico, escritor e cicloativista David Byrne  – ex-líder do Talking Heads – vem ao Brasil para discutir políticas de transportes sustentáveis.

O autor do livro ‘Diários de Bicicleta’ irá participar do fórum ‘Cidades, Bicicletas e o Futuro da Mobilidade’, que acontece no dia 12, no Sesc Pinheiros, em São Paulo, no Sesc Pinheiros.

O debate também terá a presença do especialista em planejamento urbano e coordenador do Projeto Observatório da Mobilidade Cidadão, Eduardo Alcântara Vasconcellos, do cicloativista Artur Alcorta e do Secretário de Transportes da cidade São Paulo, Marcelo Branco. A conversa será mediada pela jornalista Paulina Chamorro.

O ingresso para o debate custa R$ 10, as vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas  no site www.sescsp.org.br

Anúncios

Uma bicicleta em minha vida

1 jun

O Encontro

Comecei a utilizar a bicicleta como meio de transporte urbano em março de 2011, em Florianópolis, cidade onde morava. Da Ilha, eu iniciei uma pesquisa intensa sobre o movimento ciclístico de São Paulo, já que estava em processo de mudança para a capital paulista. Foi quando descobri o coletivo e entrei em contato com as meninas.

A Bicicleta

Recebi um presente ontem, quando abri uma mensagem da Gabriela Kato me convidando para integrar o hall de autoras do blog. Com um sorriso arregaçado, aceitei de pronto. Sinto-me muito feliz em poder participar do grupo, que me acolheu sem titubear, dando-me total cobertura para que eu desenvolva todo o meu potencial ciclístico. Há facilitadores para eu esticar as minhas letras por entre a página do coletivo, como, por exemplo, a minha prática de escrita diária, o meu novo olhar sobre um novo mundo, já que estou dando as minhas primeiras pedaladas em São Paulo – as razões cabíveis para eu estar a rabiscar estas linhas são diversas. Existe uma, contudo, forte e transformadora, que me une às mulheres que participam do Pedalinas de maneira imensurável: a paixão que temos pela bicicleta. Quando amamos muito algo, entregamo-nos às possibilidades, sejam elas quais forem, estejam onde estiverem, o que nos move nos abre, modifica e leva a um encontro real, pleno, singular.

Pedalar é deixar-se guiar pelo sentimento, pelo toque da cidade, das pessoas, do mundo ao redor, do corpo que responde ao estímulo do nosso movimento sobre duas rodas, da alma que se expande a cada nova descoberta nossa ao ar livre. Pura mágica! Não me resta dúvida: todas as integrantes do Pedalinas captarão de instantâneo as minhas impressões e assinarão embaixo do descritivo. Eis o nosso ponto de comunhão. Estamos juntas neste diálogo por uma vida melhor, por um presente mais harmonioso, por um futuro integrador e sustentável. A nossa intenção é a de instigar a reflexão de mais e mais mulheres, trazendo-as para perto de nós e para cima de uma bicicleta. O coletivo, que atua há dois anos com o objetivo de difundir o uso da magrela como meio de transporte e de incentivar a autonomia da mulher no trânsito, desde a sua fundação, recebe novas adeptas. Eu sou uma delas.

A Oficina

PEDALANDO NA RUA E TRAÇANDO CAMINHOS

Participei, no sábado passado, dia 28 de maio, do meu primeiro encontro no Pedalinas. Com o tema Pedalando na rua e Traçando caminhos, as ciclistas mais experientes apresentaram para cerca de 12 mulheres, entre veteranas e iniciantes, dicas sobre postura no trânsito, direção defensiva, mapeamento de ruas e avenidas alternativas para trajeto, opções intermodais e uso de ferramentas como Google Maps e Bikely para traçar rotas pela cidade.

 


Penso que a oficina foi um espaço de troca de informações, aprendizado e integração muito útil e fundamental para todas as participantes. Por meio de encontros como o de sábado, eu irei adquirir a segurança e os conhecimentos necessários para enfrentar sozinha o trânsito de São Paulo. A meta é vencer, a cada dia, uma barreira para conquistar o meu espaço como cidadã e usuária da bicicleta na cidade. Não será uma tarefa fácil, o desafio é grande, os perigos são reais, os motoristas desrespeitosos, mas esta foi uma escolha que fiz para a minha vida – uma das mais verdadeiras e belas – e não acho justo abrir mão do que sou e quero para mim e para o mundo por conta da imposição de uma cultura de mercado motorizada. As Pedalinas são peça decisiva na construção deste sonho.

ALGUNS CLIQUES

 

Obrigada meninas. Vamos em frente. Até a próxima.

%d blogueiros gostam disto: