Archive | agosto, 2011

De bicicleta pela Av Paulista

30 ago

Depois do Shopping Vila Olímpia ter inaugurado em 2009 sem bicicletário e centenas de ciclistas invadirem o centro comercial em protesto,  dessa vez fui atrás dos “equipamentos culturais” da Av Paulista. A idéia não era denunciar, apenas, mas sim entender qual a postura dos lugares diante de um ciclista e conhecer um pouco sobre as diferenças de estruturas de paraciclos.

Vale a leitura tb desse post das Pedalinas: Conversas sobre bicicletários

João Lacerda e Aline = a dupla do ciclismo investigativo de SP hahahaha! Se preparem. Mais coisas estão vindo por ai….

Vistoria nos Bicicletários da avenida Paulista from João Lacerda on Vimeo.

Pense nisso!

26 ago

Uma das mulheres mais importantes pro cicloativismo, Renata Falzoni fala para a Revista Brasileiros sobre mobilidade urbana e paradigmas a serem quebrados.

Reflita e perceba como a ditadura do automóvel é prejudicial pras nossas cidades e pessoas.

!!!!

Comemoremos, então!

25 ago

A partir desse mês a Ciclocidade começa o processo de formalização dos voluntários que queiram se associar à instituição! Mais um importante passo rumo à uma entidade cada vez mais atuante e representativa dos ciclistas urbanos.

Fundada em 2009, a Associação vem lutando por melhorias das condições de mobilidade urbana de quem utiliza a bicicleta como meio de transporte e, mais do que nunca, precisa do nosso apoio para continuar esse belíssimo trabalho! ASSOCIE-SE! VAMOS JUNT@S TRANSFORMAR SÃO PAULO!

E para comemorar, no próximo sábado (27/08) será realizado um evento para apresentar a estrutura de funcionamento da Ciclocidade, discutir mobilidade em uma conversa com o jornalista e escritor Denis Russo e confraternizar.

Entre as atrações da festa, uma oficina para confeccionar placas como essa!

A programação terá ainda uma edição especial de aniversário da Oficina Colaborativa Mão na Roda, que completa um ano no mês de agosto, além de algumas atrações artístico-culturais, como: oficina de connfecção de cicloplacas “Compartilhe a Rua” com estêncil e vinil, show do Trio Canastra (jazz, groove e instrumental brasileira) e apresentação audiovisual de Anarquia da Fantasia + Meio Lab.

A festa será realizada no Espaço Contraponto (Medeiros de Albuquerque, 55 – Vila Madalena).

Saiba qual a importância da Ciclocidade para os ciclistas de São Paulo nesse post do Vá de Bike!

Mão na Roda Itinerante

23 ago

Quer ajudar a tirar do papel uma ideia bacana?

Então vamos lá. A Mão Na Roda é uma oficina de mecânica de bicicletas comunitária. Você vai lá e os voluntários te ajudam a consertar a sua própria bicicleta. O projeto é da Ciclocidade, está em funcionamento há mais de um ano e faz um danado de um sucesso.

Aí surgiu a ideia de fazer uma MNR itinerante, para levar a oficina para mais pessoas e lugares. O projeto foi inscrito no Festival de Ideias. As três ideias mais legais ganham R$ 10 mil para financiar o plano. Não é legal?

Para participar, basta ir na página do projeto no site do festival e curtir no Facebook. Facinho, né? Vai lá!

Dia feliz X padaria

23 ago

Resolvi ir almoçar na padaria ao lado de casa. Terminei, fui pagar. Como de costume, desejei bom trabalho ou melhor “um bom fim de trabalho” para a moça do caixa. Ela agradeceu e falou:

“Fim de trabalho mesmo. E depois daqui vou à academia”.

Falei que a minha academia era a bicicleta. Ela “nossa, que legal, eu não sei andar, mas se a senhora souber de algum grupo que ensine me avisa”.

Respondi que conheço um grupo chamado Pedalinas, um grupo de mulheres que anda de bicicleta e está organizando uma oficina para ensinar a pedalar. Quando souber o dia, horário e local aviso.

X

pedalinas superinteressantes

22 ago

Com o título Conheça o coletivo de ciclistas que promove encontros só para mulheres em São Paulo, a jornalista  Lydia Cintra da Revista Superinteressante conta um pouco sobre as Pedalinas e suas atividades.

Para ler a matéria na íntegra clique aqui

Na balada!

22 ago

Quem curte a balada Voodoohop já pode conferir a nova instalação artística feita por mim lá na sede da festa, no centro! hahahaha.

Quem não conhece, saiba que essa balada é super amiga do ciclista. Já fui várias vezes de bicicleta e quem vai de bike NÃO PAGA pra entrar!!!! Não é demais????

Por não precisar pagar a entrada – algo em torno de 15 a 20 reais – o ciclista também não precisa enfrentar fila da bilheteria! =)

Sempre que vou de bicicleta, me sinto privilegiada e super bem recebida. Tem lugar pra estacionar – no térreo do prédio – e os seguranças são super gente fina!

Parabéns aos idealizadores pela iniciativa quase inédita de beneficiar quem já beneficia a cidade!!

Fotos do Suuussa!

%d blogueiros gostam disto: